quinta-feira, 29 de abril de 2010

hey, resposta

é uma mudança paradigmática, certamente. talvez uma saída do texto como da internet. tantos usamos minúsculas, usarei, serão meus emails assim. mas no poema abaixo e, até segundo acontecimento espontâneo, em todos os novos, quero marcar que foram herberto helder, hilda hilst e iosif brodskii que me convenceram a usar maiúsculas. pelo ritmo, e suas outras possibilidades de clareza e pontuação, não foi ninguém não. nem eu mesma, aconteceu.

4 comentários:

flogisto_calavera disse...

cummings também usava minúsculas.

mt disse...

e é simpático esta coisa de não haver letras vaidosas levantando a cabeça por cima das outras...

Marcos disse...

CATAPUM!

júlia disse...

o e.e. queria outra coisa, em outro tempo, né? e fazia magistralmente, deliciado com o prazer da rebelião das minúsculas

- -

é muito simpático! na internet as maiúsculas me confundem o tom. a não ser quando for pra dizer

CATAPUM!

 

Free Blog Counter